Category

Dicas Dentista Crisal

Descubra aqui 7 alimentos que prejudicam a saúde dos dentes

By | Dicas Dentista Crisal

A saúde dos dentes é tão importante quanto a saúde de modo geral. Para manter seu sorriso branco, não basta apenas fazer a escovação regularmente e usar fio dental e enxaguante bucal. É preciso ficar atento também à alimentação.

Há diversos alimentos que devem ser evitados para manter a saúde dos dentes e, também, sua beleza e cor branca.

Descubra agora 7 alimentos que prejudicam a saúde dos dentes e evite-os, ou faça a higienização bucal logo depois de consumi-los.

1. Vinho

Os vinhos são bebidas alcoólicas pigmentadas que podem colorir seus dentes. Além disso, eles prejudicam a saúde bucal, porque são ácidos e, com isso, alguns sais minerais são exterminados de seus dentes, deixando-os sem proteção.

2. Café

Os cafés são os grandes malfeitores da saúde dos dentes. Além de serem consumidos várias vezes por dia sem higienização – o que pode causar cáries –, ele deixa os dentes amarelados, pois possui uma forte coloração.

3. Refrigerante

Os refrigerantes são bebidas com grande índice de açúcar que podem causar cáries. Os refrigerantes, principalmente à base de cola, são ruins para os dentes pois possuem diversos corantes artificiais. Por serem muito doces, ainda deixam o pH da boca ácido, diminuindo a saliva e corroendo o esmalte dos dentes.

4. Beterraba

As beterrabas são saudáveis e necessárias para uma alimentação balanceada, mas elas têm uma pigmentação muito forte. Por isso, após consumi-las, deve-se fazer a higiene bucal de forma adequada e completa.

5. Tomate

Os tomates são cítricos e deixam o pH da boca ácido, o que prejudica o esmalte dos dentes, deixando-os sensíveis e expostos às cáries com maior facilidade. Por ser um alimento saudável, não pode ser retirado da dieta; então, após o seu consumo, faça a higienização imediatamente.

6. Fruta cristalizada

Frutas fazem bem à saúde, mas frutas cristalizadas fazem mal à saúde dos dentes. A quantidade de açúcar usada para que sejam cristalizadas é uma porta de entrada para bactérias que causam as cáries. Se você costuma consumir esse tipo de fruta, tente trocar pelo consumo de frutas in natura.

7. Amora

Assim como as beterrabas, as amoras são saudáveis mas possuem uma pigmentação natural bem forte. Para evitar os dentes amarelados, depois de consumi-las, faça a higienização correta.

Para quem usa aparelho ortodôntico

Para quem usa aparelho ortodôntico, a lista dos alimentos é ainda mais extensa, pois deve-se levar em conta não só a saúde dos dentes mas também a limpeza do aparelho. Alguns dos alimentos que devem ser evitados são: carnes duras e secas, alimentos fibrosos, doces duros e grudentos, refrigerantes e bebidas alcoólicas, alimentos duros em geral, pipocas, cereais e outros alimentos que possam grudar no aparelho.

Cuidar da saúde dos dentes, além de manter a beleza, mantém seu corpo saudável e longe de problemas dentários. Por isso, vale a pena o cuidado e evitar alimentos que facilitam o aparecimento de cáries e outras doenças. Não se esqueça de escovar os dentes após as refeições, usar fio dental e um bom enxaguante bucal. Com essas dicas, seus dentes estarão sempre saudáveis e branquinhos.

Gostou do post? Quer ficar por dentro de como cuidar da saúde dos dentes? Assine nossa newsletter e seja um expert no assunto.

6 dicas para garantir a sua saúde bucal

By | Dicas Dentista Crisal

A manutenção de um corpo saudável abrange uma série de cuidados que inclui também atenção especial com a saúde bucal. Cuidar dos dentes deve ser um hábito diário e pode prevenir uma série de doenças, que vão desde o enfraquecimento dos ossos até a perda total da dentição.

Por isso, no texto de hoje você poderá conferir seis dicas imperdíveis para manter uma boa higiene bucal, deixando os dentes ainda mais bonitos e livre de doenças.

Escolha uma boa escova

Não tem segredo na hora de escolher a melhor escova para os seus dentes. Prefira as macias, de cabo reto e com cerdas arredondadas. Se você usa aparelho use também uma escova interdental, já que suas cerdas são mais finas e podem passar pelos espaços menores, limpando-os com mais facilidade.

Use fio dental todos os dias

O fio dental deve ser um hábito diário. Só ele alcança os espaços entre os dentes onde a escova não chega, retirando o excesso de comida que pode acarretar em tártaro, inflamação na gengiva e uma série de outras complicações.

Faça uma boa escovação

Escovar os dentes da maneira correta é uma das dicas que mais ajudam a evitar problemas bucais. Posicione a escova na parte de cima dos dentes, próximo à gengiva. Deslize-a em direção à parte de baixo, realizando uma pressão moderada. Com movimentos curtos e de trás para frente, faça a limpeza da parte traseira dos dentes. Não se esqueça também de limpar a língua para eliminar as bactérias e deixar o hálito mais fresco.

Evite o consumo excessivo de açúcar

Os alimentos ricos em açúcar, como balas, chocolates e doces em geral, podem ser prejudiciais para os dentes, pois a substância pode ajudar na proliferação de bactérias, estragando o esmalte dos dentes. Além disso, o açúcar ainda pode ser o responsável pelo aparecimento da cárie. Portanto, é sempre indicado maneirar na quantidade e escovar os dentes sempre após as refeições.

Visite sempre um profissional

Pelo menos duas vezes ao ano visite um dentista para fazer uma boa limpeza. No processo, o profissional realiza o polimento dos dentes, aplica o flúor e remove todo o tártaro. Ele também deverá pedir alguns exames rotineiros como uma radiografia panorâmica para avaliar a situação dos ossos e do posicionamento dos dentes, entre outros procedimentos que considerar necessários.

Cuide da estética

A estética pode estar relacionada também à saúde bucal. Dentes desalinhados podem significar uma mordida errada, que pode sobrecarregar alguns dentes e provocar seu enfraquecimento e até dores na região do maxilar. Por isso, se o seu dentista indicar o uso de algum tipo de aparelho, pense bem antes de recusar e esclareça suas dúvidas.

Além disso, um bom sorriso reflete diretamente na autoestima, que está ligada também à sua saúde. Portanto, procure por procedimentos que resolvam alguns aspectos que podem te incomodar, como dentes amarelados, desalinhados ou quebrados.

Realizando os procedimentos descritos acima e fazendo deles um hábito da sua rotina, você garante a sua saúde bucal, prevenindo doenças e até detectando possíveis problemas com antecipação, podendo tornar sua resolução mais fácil. Siga nossas dicas e mantenha seu sorriso bonito e saudável sempre!

Gostou das nossas dicas? Se você ficou com alguma dúvida ou quer deixar sua opinião sobre o nosso artigo, deixe seu comentário abaixo!

Má oclusão dentária causa efeitos na articulação

By | Dicas Dentista Crisal

De acordo com o cirurgião dentista, especialista em ortodontia, Dr. Vagner Pereira, que presta atendimento na unidade da Crisal de Sapucaia do Sul, um dos principais problemas enfrentando pelos pacientes adultos com relação a saúde bucal é a má-oclusão dentária, ou seja, a má relação entre a maxila e a mandíbula. Isso acontece quando não existe um perfeito encaixe entre as arcadas dentárias, prejudicando o desenvolvimento ósseo da face e das articulações temporomandibulares (ATM).

“Para pacientes adultos podem existir algumas limitações no tratamento ortodôntico. Porém, no paciente infantil conseguimos uma expansão dentária maior”, explica Dr. Vagner Pereira.

O tempo de tratamento ortodôntico varia de acordo com cada caso, pois pacientes possuem espaço sobrando entre os dentes. “Há casos em que se resolve uma limitação dentária com a cirurgia ortognástica, especialidade para quem tem o objetivo de corrigir as deformidades esqueléticas da região buco-maxilo-facial. A maioria dos pacientes pensa que tem só problemas dentários, mas também pode haver casos de problemas de origem estética”, comenta Dr. Pereira.

Para finalizar o ortodontista destaca que os principais benefícios do tratamento ortodôntico vão além da estética como melhora na função mastigatória, na deglutição dos alimentos, o posicionamento correto da língua e a respiração bucal.

A Crisal possui uma equipe de dentistas especializados em ortodontia.

Agende sua avaliação, através dos nossos contatos.

Porto Alegre • (51) 3085.1717 Rua dos Andradas, 1270 sala 11, Centro.

Sapucaia do Sul • (51) 3451.1000 Rua Ulisses Cabral, 70 sala 101 (Calçadão) Centro.

Vagner pereira,

Cro18026

Dente Siso: cirurgiã especialista dá dicas sobre sua extração e recuperação

By | Dicas Dentista Crisal
O dente do siso é o terceiro e último dente de cada lado dos maxilares superior e inferior. São os últimos dentes a nascerem; surgindo entre o final da adolescência e o início da vida adulta.

De acordo com a cirurgiã bucomaxilofacial e implante Dra. Janebele Virág é importante realizar a extração do siso com um especialista, pois existe um nervo que passa perto dos dentes sisos inferiores, que causam sensibilidade para aquele lado do rosto.

“Os pacientes tem um folclore de que pode tirar o siso e ficar torto, mas não existe isso, existe sim,  dependendo do caso, a parestesia, que é a alta de sensibilidade, que  pode ser transitória ou permanente. Então, é importante fazer a extração com um especialista, que vai realizar um planejamento, solicitar exames de imagem um pouco mais aprofundados que a radiografia, como a a tomografia, por exemplo”, explica a cirurgia dentista.

Como os dentes do siso são os últimos dentes permanentes a nascer, muitas vezes não há espaço suficiente na boca, sendo necessária a extração dos dentes sisos para haver a movimentação adequada dos dentes. “As indicações para a extração podem ser através do ortodontista, específicas para quem não tem espaço entre os dentes. Dependendo da posição, se existe um dente incluso encostado no dente vizinho, pode começar a causar uma reabsorção desse dente vizinho. Outro caso acontece quando existe o espaçamento do folículo, (membrana que reverte o dente dentro do osso) que a longo prazo pode vir a se tornar um sisto”, destaca Janebele.

Após o paciente passar pela extração do siso é recomendado permanecer um ou dois dias em repouso, manter uma alimentação líquida e pastosa e aos poucos, aumentando a consistência e a temperatura. Também não é recomendado se expor ao sol e fazer esforço físico.

Agende sua avaliação, através dos nossos contatos.

Porto Alegre • (51) 3085.1717 Rua dos Andradas, 1270 sala 11, Centro.

Sapucaia do Sul • (51) 3451.1000 Rua Ulisses Cabral, 70 sala 101 (Calçadão) Centro.

Ortodontista Dra. Fernanda Weber dá dicas de como cuidar do aparelho ortodôntico

By | Dicas Dentista Crisal
Quem está passando por um tratamento ortodôntico precisa ter cuidados redobrados com a saúde bucal, principalmente se ele for fixo. 

De acordo com a especialista em ortodontia da Crisal Dra. Fernanda Weber, o paciente que está em tratamento ortodôntico, deve evitar a quebra dos braquetes, não ingerindo alimentos muito duros e mastigando com os dentes de trás. “Cada vez que um braquete é quebrado, o tratamento atrasa, já que o dente pode entortar novamente. Então, quanto mais o paciente for colaborativo, o tratamento se tornará mais rápido”, salienta a profissional.

Outra dica importante da ortodontista é com relação a higiene bucal para quem usa aparelho. “A limpeza no consultório deve ser realizada a cada três meses, e a escovação também é importante, pois a sujeira pode acumular, formando placa bacteriana e impedindo a movimentação adequada dos dentes. Com sujeira acumulada não conseguimos aplicar o mesmo tratamento, se a gengiva estivesse saudável e os dentes limpos”, destaca Dra. Fernanda.

Segundo ela, o mais importante para quem está em tratamento ortodôntico é fazer uso do aparelho de contenção, após o período de utilização do aparelho fixo “O aparelho de contenção é um hábito que deve ser adotado, assim como escovar os dentes, pois seu objetivo é manter o resultado atingido com o tratamento ortodôntico”, comenta a ortodontista.

A Crisal possui uma equipe de dentistas especializados em ortodontia.

Agende sua avaliação, através dos nossos contatos.

Porto Alegre • (51) 3085.1717 Rua dos Andradas, 1270 sala 11, Centro.

Sapucaia do Sul • (51) 3451.1000 Rua Ulisses Cabral, 70 sala 101 (Calçadão) Centro.

Próteses dentárias devolvem a autoestima do paciente

By | Dicas Dentista Crisal

O cirurgião dentista e clínico geral da Crisal Dr. Felipe Bresolin explica quais são os tipos de próteses existentes e seus benefícios para um sorriso saudável!

felipeA Prótese total, popularmente conhecida como dentadura, é utilizada para substituir os dentes perdidos de toda a arcada dentária, inferiores e superiores ou ambas. O cirurgião dentista da Crisal, Dr. Felipe Bresolin explica que existe uma diferença na confecção das próteses superior e inferior. Segundo o dentista a base da prótese total superior cobre todo o céu da boca, enquanto a inferior é confeccionada em forma de ferradura.

Bresolin destaca ainda que a prótese parcial removível é uma prótese de armação metálica e acrílico com dentes artificiais que irão substituir os dentes que faltam. “Ela é encaixada à boca por meio de grampos que abraçam os dentes naturais adjacentes e ainda por apoio da gengiva”, explica Dr. Bresolin.

O especialista afirma que as próteses parciais removíveis podem ser definitivas ou provisórias, sendo a provisória confeccionada com grampos de fio ortodôntico e toda acrílica sem metal. Dr Felipe explica que prótese adesiva é uma alternativa restauradora quando não se pode fazer um implante no caso de um dente faltante. “É utilizado um dente pilar em cada extremidade do espaço desdentado para sustentar a prótese”, comenta o especialista da Crisal.

 

As coroas de porcelana protegem e reforçam dentes extensamente danificados ou com tratamentos de canal, que não podem ser restaurados somente com resina, sendo necessária a realização de um núcleo (pino) que é cimentado na raiz do dente e dá sustentação a coroa.

“As coroas podem ser metalocerâmicas com metal internamente ou metal free livres de metal caracterizando melhor estética em dentes anteriores. Além disso, as coroas também substituem dentes faltantes quando há a possibilidade de utilização dos dentes vizinhos como pilares de sustentação para esse tipo de prótese fixa”, diz Dr. Bresolin.

As facetas de porcelana e lentes de contato são próteses colocadas na frente dos dentes, proporcionando uma aparência natural. “As facetas são usadas para corrigir dentes trincados, manchados, desalinhados ou com espaçamento anormal”, diz o dentista.

A restauração indireta inclui substituições dentais personalizadas na forma de coroas onlay e inlay. Podem ser usadas para trocas de restaurações de amálgama. “Um inlay se coloca entre as cúspides dos dentes e um onlay cobre uma ou mais pontas de cúspides”, finaliza o cirurgião dentista Dr. Felipe Bresolin da Crisal.

Agende sua avaliação odontológica na Clínica Crisal e descubra qual a prótese

ideal para o seu caso e volte a sorrir perfeitamente!

Porto Alegre • (51) 3085.1717 Rua dos Andradas, 1270 sala 11, Centro.

Sapucaia do Sul • (51) 3451.1000 Rua Ulisses Cabral, 70 sala 101 (Calçadão) Centro.

Especialista da Crisal fala sobre tratamento de canal e seus benefícios!

By | Dicas Dentista Crisal

Também conhecido popularmente como tratamento de canal, a endodontia é a especialidade no ramo da odontologia que estuda e trata da saúde e manutenção da polpa dentária.

Segundo a especialista da Clínica Crisal, Dra Fernanda Da Broi, a endodontia tem como principal objetivo “a manutenção do dente na boca, já que a polpa que se encontra no canal do dente pode estar viva, sadia, inflamada, infectada ou morta”.

“Normalmente o tratamento ocorre quando existe uma cárie muito grande, que leva a uma infecção no nervo, e para não ocorrer a perda óssea, realizamos tratamento de o canal”, explica a Dra. Fernanda.

Conforme a especialista, muitas pessoas sofrem com traumas no dente, ocasionadas por quedas ou batidas, que podem levar a uma infecção, necessitando tratar o canal.

A endodontia pode ocorrer também em casos de estética, quando o paciente deseja aplicar uma coroa de porcelana nos dentes. Após o tratamento de canal, Dra. Fernanda recomenda o uso de antibióticos ou analgésicos. Não ingerir alimentos muito duros e manter repouso por alguns dias.

Entre os benefícios da Endodontia estão a descontaminação por causa do nervo do dente, evitando abscessos, cistos de pequeno e médio porte, entre outros. Além é claro de aliviar a dor em dentes inflamados.

Se você precisa realizar tratamento de canal ou tratamento dentário, entre em contato com a Clínica Crisal e agende uma avaliação:

Porto Alegre • (51) 3085.1717 Rua dos Andradas, 1270 sala 11, Centro.

Sapucaia do Sul • (51) 3451.1000 Rua Ulisses Cabral, 70 sala 101 (Calçadão) Centro.

Tenha um sorriso brilhante, através do clareamento!

By | Dicas Dentista Crisal

Todo mundo deseja ter um sorriso bonito, atraente, branco e saudável.

O clareamento dental é a forma mais moderna, eficiente e muito utilizada para realizar o branqueamento dos dentes.

De acordo com a dentista da Clínica Crisal, Dra. Luana da Rosa, especialista em clínica geral, existem dois tipos de clareamento, o caseiro e o realizado no consultório.

“No clareamento caseiro o paciente utiliza a moldeira e vai aplicando os produtos, recomendados pelo dentista. Já o clareamento no consultório é feito a laser. Ambos tem o mesmo objetivo, de manter os dentes lindos e saudáveis”, explica Dra. Luana.

 

Ela salienta que para fazer o clareamento, o paciente deve estar com a saúde bucal em dia, sem tártaro ou placa bacteriana.

“Lembrando que pode haver sensibilidade nos dentes, após cada sessão, para isso, recomendo cremes dentais especiais para sensibilidade”, destaca Dra. Luana.

Após o tratamento, que dura em média, quatro semanas, o paciente, deve cuidar da higienização e manter uma alimentação restrita, evitando café, coca-cola, feijão, vinho, beterraba e sucos. “Sempre oriento os pacientes, que depois das refeições, realizem uma boa escovação, e principalmente à noite, passe o fio dental para deixar a higienização mais completa e manter um sorriso saudável”, finaliza Dra. Luana.

 

Marque sua consulta e renove seu sorriso!!

Sensibilidade: seu dente não precisa sofrer

By | Dicas Dentista Crisal

Bebidas geladas e sorvetes são ótimas pedidas para se refrescar nesse verão. Só que além da sensação prazerosa de frescor, eles podem trazer uma outra bem desagradável: a sensibilidade dentária. Conforme estudo realizado na Universidade de Washington em 2013, uma a cada oito pessoas sofrem com dentes sensíveis. Além de bebidas e alimentos gelados, os adocicados, ácidos e quentes também geram desconforto. Algumas pessoas costumam sentir até mesmo na escovação diária.

A sensibilidade dentária ocorre pela exposição da dentina, devido à perda do esmalte ou à retração gengival. O esmalte do dente é extremamente mineralizado e quase impermeável. Contudo, se essa proteção é removida por alguma razão, a sensibilidade pode se apresentar.

Muitas vezes, a dor desaparece em alguns segundos. Desta forma, as pessoas acabam se “acostumando” com o problema e desconhecem seus tratamentos. O primeiro passo para combater a sensibilidade é descobrir a causa. E ela pode ser identificada pelo dentista, que tomará as medidas necessárias para reduzir e combater o dente sensível.

 

Alguns tratamentos dentários causam sensibilidade durante ou depois do procedimento, tais como o clareamento, a profilaxia em consultório, a colocação de aparelho ortodônticos ou a restauração dentária. Nestes casos, o acompanhamento de um profissional é essencial para não agravar o problema.

 


Fique atento: além dos tratamentos citados, veja alguns fatores que influenciam à sensibilidade

 

– Bebidas ácidas (como refrigerante, energéticos e isotônicos)

 

– Gengivite

 

– Retração gengival (devido à idade ou escovação inadequada)

 

– Bruxismo

 

– Dente lascado ou fraturado

 


O que fazer?

 

Como já salientado, é importantíssimo o diagnóstico de um dentista. Portanto, ao perceber a sensibilidade de maneira contínua, procure um profissional.

 

Outras dicas importantes para evitar o problema:

 

– Use escova com cerdas macias e pontas arrendondadas

 

– Escovação não exige força, mas sim movimentos e ferramentas corretas. De maneira correta, evita-se a abrasão do esmalte e a retração gengival

 

– Evite cremes dentais clareadores e opte pelos desenvolvidos para controlar a sensibilidade dos dentes

 

– Procure não utilizar vinagre na sua salada.

 

– Use fluor e enxaguadores recomendados pelo dentista

 

– Nada de soluções caseiras! Há produtos específicos para atenuar a dor.

Você teme o dente siso?

By | Dicas Dentista Crisal

Você já ouviu – ou vai ouvir ainda – muitas lendas criadas pelo imaginário humano. Normalmente, são fantasias que misturam um pouco de realidade e mais um tanto de ficção. Mas ela, a lenda, nada mais é que uma degeneração de um mito, que traz consigo o velho ditado: “quem conta um conto aumenta um ponto”. Quem se encaixa perfeitamente nesse contexto é um dente bastante valorizado quando o assunto é “dor”: o siso. Entretanto, ao ser tão temido, ele se torna, na realidade, um injustiçado.

Todo drama criado, principalmente relacionado a extração do siso, na maioria das vezes, é fruto da imaginação fértil de alguns. Algumas histórias contam com explicações plausíveis, mas outras beiram o absurdo. Claro, em casos muito específicos, há procedimentos mais delicados que geram preocupações importantes. Contudo, o procedimento é, quase sempre, bastante simples, indolor, de fácil recuperação e melhor: evita problemas futuros.

Para entender o siso

Chamado também de terceiros molares – ou dentes do juízo -, invariavelmente, eles nascem na fase adolescente para adulta, em jovens de 15 a 20 anos. São os últimos dentes a se desenvolver. Pode-se até conviver com o siso, caso ele encontre espaço suficiente para acomodar-se. Mas a lista de fatores preventivos apontados por especialistas é considerável.

Esse componente tardio da dentição nasce em posições inadequadas, incomodando e danificando os demais. Por vezes, ele acaba infiltrando-se no osso. Vive em constante movimentação angular e pode ficar exposto às bactérias que causam cáries e infecções. Há também a possibilidade de aparecerem cistos e tumores em seu entorno. Além disso, há casos de infecções silenciosas, capazes de afetar a gengiva, a raiz e os ossos da face.

Por todas estas razões, é importantíssimo o monitoramento com radiografias a partir dos 15 anos, para que se possa avaliar o momento ideal da retirada e, claro, para evitar futuras preocupações, indica-se a retirada dos sisos ainda na fase inicial. Isso porque a raiz não está completamente formada e o osso é mais maleável. Sem contar que a recuperação de um adolescente é bem mais rápida que a de um adulto.

A extração

[A operação é relativamente rápida e fácil, e o procedimento tem índice muito baixo de complicação. Utiliza-se anestesia local e, em algumas situações, um tranquilizante. O paciente fica acordado durante todo o processo, o que facilita o trabalho do dentista. São muito raros os casos críticos em que a anestesia precisa ser geral e a intervenção toda feita em um hospital.

Pode-se optar pela retirada de um, dois ou dos quatro sisos de uma única vez. A decisão cabe ao paciente a partir da orientação de um profissional, que poderá avaliar qual o procedimento mais adequado em cada caso.

Pós-operatório

Ele é um pouco dolorido sim, mas perfeitamente suportável. Ao contrário do que muitos propagam, não é necessário ficar uma semana sem fazer nada. São, no máximo, de um a três dias para aliviar os inchaços e a secreção de sangue proveniente da cirurgia.

alimeOs cuidados também são bastante simples e garantem uma recuperação segura. Os principais são relativos à alimentação, já que é preciso evitar alimentos muito quentes, sólidos e de difícil mastigação. Prefira os de temperatura ambiente e gelados, bem como líquidos e pastosos. Uma dica valiosa – e deliciosa -: o sorvete é um importante aliado nesse período, pois ajuda no reestabelecimento ao criar uma sensação de anestesia no local da cirurgia.

Para acelerar o processo de recuperação e evitar sangramentos, não fale muito, durma com o travesseiro inclinado, mantenha-se a maior parte do tempo em postura ereta ou com inclinação de 45 graus e dê uma pausa nas atividades físicas.

Por fim, o de sempre: escovação correta e diária, faça uso do fio dental e visite regularmente o dentista. Ah, e claro: divida sua experiência tranquila e sem traumas com amigos e familiares. Afinal, há lendas bem mais interessantes para se compartilhar, não é mesmo?